Vision

A sustainable, peaceful and healthy world

O Vale das Lobas é um santuário de Saúde e Natureza para Bem-Estar, Descoberta e Biodiversidade.

Localiza-se no Sobral Pichorro (Guarda, Portugal) e assenta sobre quatro pilares: Medicina Natural, Construção Sustentável, Restauração da Biodiversidade e Artesanato.

É uma iniciativa de regeneração rural que visa restaurar saúde, revitalizar a comunidade e regenerar a ecologia. Tem como objetivo integrar tradições ancestrais com inovação, usando construção sustentável, agricultura regenerativa, medicina natural, artesanato e a proteção e rewilding de ecossistemas naturais.

O Vale das Lobas vai oferecer cursos e programas para transformação, inspiração, educação e cura, para além de alojamento e turismo de natureza e um restaurante com comida local e biológica.

A Sustainable, Peaceful and Healthy World

Vale das Lobas supports the view that harmony with Nature is the key to a healthy and sustainable world.

The Earth is sacred, and we should take care of her wisely, but we are now going through a period of emergence and emergency.  Especially now, we must come together, transcend division, embrace diversity, and unite in a vision of Peace – a lasting World Peace where each generation hands on a better world than the last.

Vale das Lobas is focused on creating a positive impact on people, community and planet. We’re working to revitalise the local community with an increase in economic activity. Nature will then be regenerated, with an increase in biodiversity and improved soil health.

And with this inspiration and action, we want visitors to go through transformational experiences, that improve their sense of well-being.

“Mas o Homem faz parte da Natureza, e a sua guerra contra a Natureza é inevitavelmente uma guerra contra si próprio.”

Rachel Carson

Todos os nossos ancestrais globais partilhavam a mesma visão: que a natureza –animais, plantas, rios e montanhas – estão vivos e conscientes. O Novo Animismo é o recontar desta história antiga, para que nós humanos possamos relembrar a nossa essência, como parte da Natureza.

Assim que o mundo foi feito, e os deuses observavam maravilhados a sua criação, começou uma discussão sobre a humanidade. Esta criatura, diferente de todas as outras, tinha o poder do livre arbítrio. Eles tinham o potencial de cuidar da Terra, como benfeitores bondosos e amorosos, e espalhar harmonia e amor por todo o mundo Ou podiam tornar-se tiranos, narcisistas e destrutivos na sua fome de demonstrar o seu poder uns sobre os outros e sobre todas as outras criaturas. Certamente estariam ambos os aspectos sempre presentes? Haverá eras douradas, onde a humanidade abraça a luz do amor altruísta, e eras escuras, quando esta criatura é atormentada pela ignorância. Tem de ser assim! É a natureza do livre arbítrio. A humanidade deve crescer desde a infância, para finalmente incorporar a sua verdadeira natureza adulta, através de todas as dolorosas fases do desenvolvimento. E a conclusão deste ciclo não está de forma alguma garantida. A humanidade deve fazer as escolhas críticas por si mesma. Os deuses sabiam que não podiam intervir nisto. “Mas talvez possamos auxiliar”, sugeriu o deus do céu, “dar o apoio de um pai carinhoso”. “O conhecimento de como manter o equilíbrio e a harmonia deve ser plantado algures, para que aqueles que desejam procurá-lo possam tornar-se guias para os outros”, disse a deusa do oceano. “Talvez no fundo do meu ventre oceânico, para que se sintam atraídos a voltar para mim.” “Não, isso seria fácil demais. Encontrá-lo-iam lá em poucos milénios ”, disseram as montanhas. “O cimo dos meus picos mais altos seria melhor. Poucos lá chegarão, e aqueles que o fizerem levarão as suas visões distantes de volta aos vales. “Todas essas sugestões são boas”, disse a lua, “mas temos de nos lembrar de uma coisa. A humanidade tem toda a criação dentro de si. O mundo é um reflexo da sua natureza. Ele pode criar o céu ou o inferno na Terra.” Ponderaram durante muito tempo. “Precisamos colocar a verdade no único lugar em que a humanidade dificilmente se lembrará em procurar. Dessa forma, a descoberta será gradual e, quando concluída, será irreversível.”

E assim decidiram. A chave para a auto-realização ficaria escondida dentro do coração humano.

Vale das Lobas is leading towards sustainable life on Earth.

Subscribe to our newsletter and follow us on social media,

so you’l know firsthand of all our activities, updates and ideas!